Autor

Share

António Dias de Figueiredo é professor catedrático aposentado do Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra e investigador do Centro de Informática e Sistemas da Universidade de Coimbra, onde se dedica à investigaçãoAntónio Dias de Figueiredo em “Sistemas de Informação nas Organizações”, “TIC na Educação e Aprendizagem”, “Estratégia e Qualidade na Educação Superior”, “Epistemologias da Prática (em Engenharia, Design e Educação)” e “Métodos de Investigação”. Exerce também actividade de consultoria em regime independente.

Licenciou-se em Engenharia Electrotécnica pela Universidade do Porto em 1970, doutorou-se em “Computer Science” pela Universidade de Manchester em 1976 e obteve Agregação em Engenharia Informática pela Universidade de Coimbra em 1982. Entre 1984 e 2007, ano em que se aposentou, foi professor catedrático do Departamento de Engenharia Informática da Universidade de Coimbra, que fundou e ao qual presidiu até Março de 1997.

Durante seis anos representou Portugal no Programa Intergovernamental de Informática da UNESCO, Paris, no qual foi eleito Vice-Presidente para a região da Europa Ocidental (1994/1996). Integrou como representante de Portugal o Grupo de Responsáveis Nacionais para as Tecnologias da Informação na Educação, NTI/EDUC (1986/1994), da Comissão das Comunidades Europeias. Participou em vários projectos europeus, como parceiro e como consultor científico, e actuou em várias ocasiões como consultor da Comissão Europeia para questões de estratégia no uso das tecnologias da informação e da comunicação na educação. Integrou, por um período de quatro anos, o NATO “Special Programme Panel on Advanced Educational Technology”, do “NATO Science Committee”, Bruxelas. Foi Presidente do programa Europeu  “PROMETEUS – PROmoting Multimedia access to Education and Training in EUropean Society”, da Comissão Europeia (Março 2000 a Março 2001). Em 2004 presidiu ao “Special Interest Group in Context & Learning” do projecto europeu Kaleidoscope.

Foi o proponente, em 1985, do Projecto MINERVA, de introdução dos recursos informáticos na educação não superior em Portugal, tendo coordenado nacionalmente o mesmo projecto durante a sua fase piloto, entre Outubro de 1985 e Outubro de 1988. Foi membro do júri do Prémio IBM de Ciência entre a sua criação em 1989 e 2013. Presidiu, no período 1999/2001, ao júri do Prémio Descartes. Integrou, em 2002, o júri do Prémio Gulbenkian de Ciência. Foi membro do Conselho de Admissão e Qualificação da Ordem dos Engenheiros nos períodos 1998/2001 e 2004/2007. Participou no grupo de trabalho que conduziu à criação do Colégio de Engenharia Informática da Ordem dos Engenheiros, o em Maio de 1997.

Presidiu à Comissão de Acreditação dos Cursos de Licenciatura em Engenharia Informática da Ordem dos Engenheiros nos períodos 1998/2001 e 2004/2007. Presidiu à Comissão de Avaliação Externa dos Cursos de Engenharia de Sistemas e Computação, Engenharia Informática e Informática do Conselho de Avaliação das Universidades Portuguesas em 2002. Presidiu, entre 2011 e 2014, à Comissão de Avaliação de Informática e Engenharia Informática da Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES).

Em Junho de 1997 foi-lhe atribuído o grau de “Doutor Honoris Causa” pela Universidade Aberta, Lisboa e em Setembro de 2000 foi agraciado com o “Sigillum Magnum” da Universidade de Bolonha, Itália. Em 2005 foi-lhe atribuído pela APDSI o “Prémio Personalidade do Ano da Sociedade de Informação, 2005”.

É autor e co-autor de mais de quatro centenas de artigos e apresentou cerca de quatro centenas e meia de comunicações no País e no estrangeiro. É autor de vários capítulos em livros publicados no País e no estrangeiro. Entre os seus capítulos em livros mais recentes destacam-se “On the Historical Nature of Engineering Practice” (2013), “The Sustainability of e-Collaboration” (2008) e “Action Research and Design in Information Systems: Two Faces of a Single Coin” (2007). Integrou cerca de duas centenas de comissões organizadoras e comissões científicas de conferências realizadas em Portugal e no estrangeiro. É membro dos conselhos editoriais e consultivos do “International Journal of e-Collaboration”, da “Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão” e da revista “Educação, Formação & Tecnologias”.”

3 Responses to Autor

  1. ELI TEREZINHA HENN FABRIS diz:

    Professor Antonio, sou do Brasil. Professora na Universidade do Vale do Rio dos Sinos, Unisinos. Conheci seu trabalho pelas indicações da prof. Eliane Schlemmer, minha colega.
    Pergunto se teria algum texto em português sobre: “Ensinar é criar contexto”, acredito muito nessa sua indicação.
    Abraços,
    Elí Fabris

  2. Pingback: #SomosSolução com António Dias Figueiredo #1 - #SomosSolução

  3. Antonio Dias de Figueiredo diz:

    Como vai, Eli Terezinha!
    Obrigado por seu interesse. Peço desculpa por só agora responder.
    O meu texto mais recente sobre “Ensinar é Criar Contexto” foi publicado na revista e-Currículo, da PUC-SP, e intitula-se “A Pedagogia dos Contextos de Aprendizagem”. Pode consultar-lo na plataforma da revista, em: https://revistas.pucsp.br/index.php/curriculum/article/view/28989
    ou então na minha página na plataforma ResearchGate:
    https://www.researchgate.net/publication/311101814_A_PEDAGOGIA_DOS_CONTEXTOS_DE_APRENDIZAGEM
    Abraço
    António Figueiredo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.